História

A criação da Escola Superior Pedagógica do Bengo ESP-Bengo foi impulsionada pelo Governo de Angola, preocupado com a inexistência de instituições de ensino superior que possibilitassem a continuidade dos estudos de vários alunos que terminavam o ensino médio na província e que eram por isso obrigados a dirigir-se para outras províncias do país.

A fundação da instituição começa em 2009 com a criação do uma Comissão Instaladora criada como resultado da mobilização de docentes do ISCED de Luanda sob base do Decreto nº 7/09 do Conselho de Ministro, com o objectivo de criar condições para o início das actividades que levariam à admissão do primeiro contingente de alunos, dando lugar à realização do primeiro exame de acesso em Janeiro de 2010.

No seu primeiro ano de funcionamento a instituição abriu com os cursos de Licenciatura em  Ensino de Psicologia, Pedagogia, História, Matemática e Língua Portuguesa.

O quadro docente era originalmente constituído por colaboradores, mas por esforços da direcção esta situação tem-se modificado de tal modo que além de a instituição contar com um quadro significativo de docentes efectivos, também tem aumentado a qualificação dos mesmos, seja por meio do incentivo à sua qualificação, seja pela atração de novos.

Uma das linhas estratégicas de trabalho que a instituição tem-se esforçado a desenvolver é a da extensão universitária, transformando-a desse modo numa instituição pioneira em Angola em Actividades sistemáticas de Extensão Universitária e o resultado deste esforço toma forma na Conferência Internacional de Extensão Universitária que em 2019 teve a sua II edição.

Em 2019 ainda dentro deste pioneirismo a ESPB criou aquela que se tornou na primeira revista científica angolana de extensão universitária (RAEU).

Direcções

Pela Escola Superior Pedagógica do Bengo já passaram dois (2) Directores Gerais.

O primeiro foi o Prof. Doutor Silvério Adriano Major (2009-2015).

O segundo foi o Prof. Doutor João Boaventura Ima Panzo (2015-2020).

Actualmente o cargo é ocupado pelo Prof. Doutor Isaías Domingos Simão (desde Fevereiro do presente ano).

A Escola conta com um quadro de docentes altamente qualificados que leccionam nos 5 (cursos) em funcionamento na instituição.

Espírito inovador

A ESPB, tem-se mostrado altamente interessada em inovar. Além de ter entrado para o mundo das revoluções tecnológicas com a sua revista digital, também tem apostado nas plataformas de gestão dos processos académicos e administrativos, sendo que há 3 (anos) que foi dispensado o uso de papéis para elaboração de mini-pautas, pois as notas dos alunos são lançadas numa plataforma digital, as presenças dos funcionários são marcados pelo sistema biométrico e os horários são elaborados e disponibilizados pela mesma via.

Os Diplomas e Certificados são impressos pelo mesmo sistema que permite a impressão de uma única via para os Diplomas, eliminando na prática qualquer tentativa de fraude, já que eles possuem um código de identificação único.

Ainda nesta senda, está em processo de criação e implantação o primeiro instituto de GeoGebra de Angola cá na ESPB.